Como escolher o curso de graduação

O vestibular é o início de uma nova caminhada, que será mais longa do que os 12 anos de escola formal


Depois que completamos o Ensino Médio ficamos diante de uma decisão importante, que por vezes é negligenciada e deixamos oportunidades passar. Para que isso não aconteça é necessário que o estudante esteja atento ao que realmente lhe interessa.

O vestibular é o início de uma nova caminhada, que será mais longa do que os 12 anos de escola formal. A caminhada que vai durar décadas, indo até a hora da aposentadoria na casa dos 60 anos. Essa caminhada se inicia agora, com o vestibular. Por isso a escolha do curso certo é muito importante.

Foto: Divulgação
Descobrir suas habilidades é tão importante quanto descobrir seus interesses

PRESTE ATENÇÃO
Se você se vê em uma situação de indecisão, sem saber qual área seguir, siga essas dicas:

Pontos fortes e preferências

O primeiro passo para encontrar o curso ideal é pensar sobre o que você mesmo gosta. Quais são os seus gostos? O que gosta de ler? Quais assuntos gosta de assistir vídeos na internet? Sabendo essas respostas, é hora de lembrar dos tempos da escola. Quais eram as matérias que mais gostava? Você era daqueles que se animava com a Física e a Matemática ou era daqueles que se interessavam pela Segunda Guerra Mundial e os dados geográficos populacionais do Brasil?

Gostava das aulas de Biologia e suas classificações de espécies? Aí você já terá um filtro referente às grandes áreas do conhecimento: as famosas Ciências Exatas (Física e Matemática), Humanas (História e Geografia) ou Biológicas (Biologia).

Habilidades

Muitas vezes há uma coincidência entre as áreas que gosta e as áreas onde tem facilidade. Como exemplo, podemos citar um estudante que gosta das aulas de biologia e também tem facilidade em lidar com microscópios em laboratório. Mas nem sempre é assim.

Às vezes o aluno gosta de determinada disciplina, mas tem dificuldade com a prática dentro da disciplina. Nesse momento é importante ponderar se o que você está escolhendo te dá prazer em executar, ao invés de somente de estudar.

Pense no futuro

Outro fator importante para a decisão do curso são as suas perspectivas de vida. Como você se vê daqui a 10 anos? E daqui a 20 anos? Você quer ter filhos? Quer viajar com frequência? Quer ter férias uma vez por ano? É aqui que entra o dinheiro. Você quer ter uma vida confortável e luxuosa? Quer ter uma vida agradável fazendo o que gosta mesmo sabendo que nunca será rico?

Informações

Agora você já tem uma ideia de qual área deve seguir. Mas e o curso? Qual é o curso ideal? Para ter uma noção real você deve mergulhar de cabeça na busca de informações sobre cada curso que desperta mais curiosidade. Entre nos sites das universidades e pesquise sobre a grade de disciplinas e tempo do curso. Se for possível, visite uma universidade e peça por uma orientação vocacional.

Universidades

A escolha do curso ideal não se resume à escolha dele em si. Você deve ficar atento às instituições de ensino. Na escolha da universidade ideal fazem parte alguns outros fatores como, por exemplo, a distância. Você ficaria a centenas (ou até milhares) de quilômetros de distância dos seus pais sem problemas por vários meses ou anos?

Com base nisso, você pode escolher uma universidade de forma a adequar o etilo de vida de estudante à sua realidade.

Qualificação dos professores

Saber quem são os professores que vão te acompanhar por alguns anos também é muito importante. Entre nos sites das universidades e verifique os perfis e qualificações dos professores. É importante que eles sejam bem qualificados para a execução da atividade de professor universitário.

Situação do mercado

A escolha do curso não deve ser feita apenas baseada no que você mais gosta de estudar. O estudante precisa ter certa facilidade com a aplicação da teoria. Além dessas duas coisas, deve ficar atento se há demanda de mercado para a área que vai se especializar.

Se você quiser seguir carreira profissional em empresas privadas, busque na internet informações sobre as carreiras e salários dos profissionais da área que pretende estudar.

Se quiser seguir carreira acadêmica (trabalhar na universidade dando aula e fazendo pesquisa) você deve procurar informações nos sites das universidades e, se for possível, visitar as universidades para ter mais informações a respeito é de grande ajuda.

Universidades públicas

As universidades públicas (estaduais e federais) oferecem vagas em todas as áreas do conhecimento e os cursos de graduação são gratuitos para o aluno (não há mensalidades). Muitas universidades federais oferecem acesso através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O acesso se dá pelo ENEM do ano anterior.

Universidades privadas

Universidades privadas também adotam o ENEM como critério de entrada, dando bolsas com descontos de 30%, 50% e até 100% para quem tem notas boas ou muito boas no ENEM. O vestibular tradicional continua sendo aplicado, mas cada vez menos.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora