28 de Maio de 2020 Atualizado 09:25

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Economia

Rodrigo Garcia: Relatório do Senado para Estados não atende aos interesses de SP

Por Agência Estado

01 Maio 2020 às 09:38 • Última atualização 01 Maio 2020 às 11:50

O vice-governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), afirmou nesta sexta-feira, 1, que o relatório do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para o projeto de socorro aos Estados, que deve ser votado neste sábado, 2, na Casa, não atende aos interesses de São Paulo.

Garcia, que concedeu entrevista à GloboNews, ressaltou que o projeto nasceu com a intenção de fazer a reposição do que os Estados e municípios perderam com a arrecadação de ICMS e ISS, “fundamental para os Estados do Sudeste e Sul”. Para o vice-governador, o Fundo de Participação dos Estados (FPE) e o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) só fazem a recomposição para Estados do Norte e Nordeste.

Garcia disse que a estimativa é que a arrecadação do ICMS em abril tenha queda de 30%. E, segundo ele, sem a ajuda do governo federal, os Estados terão dificuldades para pagar servidores públicos. “A nossa projeção, aqui em São Paulo, é que em julho a gente dificuldades para pagar os funcionários”, disse.

O vice-governador disse que está preocupado com a diminuição do nível de isolamento social e fez um apelo, em nome do governador João Doria (PSDB), para que as pessoas fiquem em casa.

Segundo ele, 80% da rede de saúde da capital está ocupada. No interior, a taxa é de 60%. Garcia disse que os hospitais do interior servem como reserva para os da capital e afirmou que, se necessário, o Estado poderá comprar leitos da iniciativa privada para atender a população.