30 de maio de 2020 Atualizado 14:40

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Economia

Petrobras: Mais de 6 mil testes para covid-19 foram realizados em trabalhadores

Por Agência Estado

06 Maio 2020 às 18:51 • Última atualização 06 Maio 2020 às 19:25

A Petrobras realizou cerca de 6,3 mil testes para Covid-19 entre seus empregados, prestadores de serviços e contactantes de casos suspeitos. Em comunicado à imprensa, informou que, desse total, cerca de 4 mil foram testes do tipo rápido, que detectam anticorpos e vêm sendo usados, por exemplo, para triagem dos profissionais antes de início de atividades em áreas operacionais, principalmente em plataformas.

Outros 2,3 mil são testes do tipo RT-PCR, que identificam genomas do vírus. Esse tipo de exame vem sendo usado em trabalhadores com sintoma da doença nas áreas operacionais e em atuação presencial ou em teletrabalho, pessoas que podem ter sido contaminadas por eles e em outras situações específicas para confirmar ou descartar diagnósticos.

“Desde o início da pandemia, a Petrobras iniciou os esforços para aquisição de kits de testes e contratação de serviços especializados. Mesmo com gargalos no fornecimento de insumos e serviços para testagem, a companhia foi uma das primeiras empresas a adquirir testes para Covid-19. Mais de 20 mil kits de testes foram adquiridos e serviços de 12 laboratórios em 15 estados do País foram contratados para viabilizar a realização destes testes”, afirmou a estatal no comunicado.

A companhia diz ainda que os testes do tipo RT-PCR começaram a ser aplicados pela Petrobras no dia 30 de março. Já os testes rápidos passaram a ser usados no dia 20 de abril no pré-embarque de plataformas, nos profissionais de saúde e nas unidades operacionais do Amazonas – base de Urucu e refinaria Isaac Sabbá.

A empresa disse também que está adquirindo uma quantidade maior de kits de testes rápidos e, de acordo com a capacidade de atendimento do mercado, ampliará a medida para outras unidades operacionais, “sempre considerando critérios técnicos e a avaliação do quadro de saúde da região.”