Para Caiado, é possível aprovar PEC paralela da reforma em agosto no Senado


Governadores pedirão ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para pautar uma proposta de emenda à Constituição que inclua Estados e municípios na reforma da Previdência logo após o Senado votar um texto com esse conteúdo. A estratégia foi definida por governadores em Brasília.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), afirmou que é possível aprovar a PEC paralela em agosto no Senado e em setembro na Câmara. A maior dificuldade, avalia, será convencer os deputados federais.

“Nos esforçaremos ao máximo para que possamos sensibilizar deputados federais incluindo Estados e municípios”, declarou Caiado.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), comentou que a extensão das novas regras de aposentadoria para servidores estaduais e municipais será difícil no Congresso.

O governo gaúcho tentará aprovar uma proposta própria na Assembleia Legislativa. “Não vamos jogar a toalha, vamos trabalhar para que haja inclusão de Estados e municípios no Senado, mas não vamos viver na expectativa de isso acontecer”, declarou.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora