19 de julho de 2024 Atualizado 18:20

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasil e Mundo

Mercosul: enquanto região for desigual, estabilidade seguirá ameaçada, diz Lula

Por Agência Estado

08 de julho de 2024, às 12h35 • Última atualização em 08 de julho de 2024, às 15h35

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira, 8, em reunião do Mercosul, que a democracia prevaleceu na Bolívia por causa das ações do governo local, do povo boliviano e da comunidade internacional. O país passou por um princípio de levante militar no mês passado. Lula também disse que “falsos democratas” tentam “solapar as instituições”.

De acordo com o presidente brasileiro, a região terá estabilidade política ameaçada enquanto for uma das mais desiguais do mundo. Ele também afirmou que experiências “ultraliberais” aumentaram a desigualdade na América Latina. De acordo com ele, bons economistas sabem que o livre mercado não é uma “panaceia”, e que o Estado tem seu papel na dinâmica econômica.

Moeda local

O presidente Lula também disse que “aprimorar o Sistema de Pagamentos em Moeda Local será importante tarefa da próxima presidência pro tempore do bloco”. A declaração foi dada em reunião com os demais líderes do Mercosul, em Assunção (Paraguai),

“Maior harmonização nos procedimentos adotados pelos nossos bancos centrais para esse tipo de operação reduzirá custos e beneficiará sobretudo pequenas e médias empresas do nosso continente”, disse o petista em seu discurso.

Lula disse que não há contradição entre participar da economia global e cooperar entre vizinhos.

Publicidade