Mercados europeus fecham na maioria em alta, mas Londres cai com libra

As bolsas europeias fecharam na maioria em território positivo, no último pregão de 2018. Com os mercados sem operar por…


As bolsas europeias fecharam na maioria em território positivo, no último pregão de 2018. Com os mercados sem operar por causa do feriado de ano-novo em Frankfurt e Milão, as demais praças foram beneficiadas por declarações otimistas do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a chance de um acordo comercial com a China. Em Londres, porém, o índice acionário terminou o dia em baixa, com ações de exportadoras britânicas pressionadas pela valorização da libra.

No fim de semana, Trump afirmou no Twitter que teve uma conversa por telefone “longa e muito produtiva” com o presidente chinês, Xi Jinping. Segundo o americano, tem ocorrido “grande progresso” no diálogo sobre comércio. A notícia ajudou as praças europeias, diante da expectativa de que esse acordo, caso se concretize, possa beneficiar o comércio mundial.

Durante o pregão europeu, o avanço do petróleo apoiou ações do setor de energia.

Na Itália, a bolsa local não abriu, mas no fim de semana o Legislativo deu o aval final à proposta orçamentária do governo. A iniciativa passou antes por uma revisão, após reclamações da União Europeia sobre a trajetória das contas públicas italianas, mas depois de uma renegociação Roma fez alterações e evitou mais atritos com Bruxelas.

No Reino Unido, a grande expectativa continua a ser pela votação no Legislativo local sobre o plano do governo da premiê Theresa May para a saída do país do Reino Unido (Brexit). May pretende votar o tema no Parlamento em meados de janeiro, mas não está claro se terá apoio suficiente. Hoje, o embaixador americano em Londres, Robert Johnson, advertiu que o acordo atual pode dificultar o fechamento de um pacto comercial abrangente com os EUA, durante entrevista à rede BBC.

Ao longo do dia na Europa, a libra mostrou força em relação ao dólar, o que tende a pressionar ações de exportadoras britânicas. Nesse quadro, na Bolsa de Londres o índice FTSE-100 fechou em baixa de 0,09%, a 6.728,13 pontos, após oscilar durante o pregão. Entre as ações em foco, Ocado Group, do setor de tecnologia e varejo online, subiu 2,9%, enquanto a companhia de investimentos 3iGroup recuou 2,6%. Em todo o ano, o FTSE-100 caiu 12,48%.

Em Paris, o índice CAC-40 teve alta de 1,11%, a 4.730,69 pontos. Em 2018, contudo, o CAC-40 caiu 10,95%.

Na Bolsa de Madri, o índice IBEX-35 fechou com ganho de 0,54%, em 8.539,90 pontos, com baixa de 14,97% em todo o ano.

Em Lisboa, o PSI-20 fechou em alta de 1,81%, em 4.731,47 pontos, na máxima do dia. Ao longo de todo o ano, o PSI-20 teve queda de 12,19%. (com informações da Dow Jones Newswires)

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!