Marinho se diz otimista sobre apoio do PSD à nova Previdência

O secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, disse estar otimista quanto à possibilidade de o governo angariar o apoio da…


O secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, disse estar otimista quanto à possibilidade de o governo angariar o apoio da bancada do PSD, em seu esforço para aprovar a reforma da Previdência. No entanto, nos bastidores de uma reunião de mais de duas horas e meia com a legenda, deputados pediram mais aproximação com o governo. O PSD tem hoje 35 deputados na Câmara.

“Estamos fazendo trabalho de esclarecer dúvidas com os parlamentares. As principais foram sobre BPC, aposentadoria, entre outras diversas”, disse Marinho ao deixar o encontro, ocorrido na sede do partido. “O mais importante é o espírito de colaboração da bancada”, afirmou.

Segundo Marinho, os parlamentares aceitaram as explicações do governo sobre as dúvidas. Ele afirmou, entretanto, que agora a reforma está na mão do Congresso. “Não é um situação fácil, mas todos precisam contribuir”, disse.

Marinho reafirmou que o projeto de lei sobre a aposentadoria de militares deve chegar ao Congresso até o dia 20 de março e disse desconhecer a possibilidade da mudança ser feita por meio de Medida Provisória, como foi dito na segunda-feira pelo líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO).

Apesar do otimismo de Marinho, fontes disseram que a reunião não tratou somente sobre Previdência e que parlamentares presentes aproveitaram a oportunidade para expor suas insatisfações com o governo. Deputados reclamaram que não conseguem agenda com os ministros. Também afirmaram que não estão sendo convidados a participar de eventos do governo nem mesmo em suas bases eleitorais.

Marinho realiza nesta terça uma maratona de reuniões com parlamentares para falar sobre a reforma. O secretário seguiu para o tradicional almoço de terça-feira da Frente Parlamentar da Agropecuária. Na sequência, ele se reúne com a bancada do PSDB na Câmara.

Há também a possibilidade do secretário acompanhar reunião do presidente da República Jair Bolsonaro com os líderes da Câmara, no fim da tarde, no Palácio do Planalto.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora