14 de junho de 2021 Atualizado 23:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Maioria das Bolsas da Ásia fecha em queda

Por Agência Estado

04 jun 2021 às 08:09 • Última atualização 04 jun 2021 às 08:48

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em queda nesta sexta-feira, 4, seguindo pregão negativo em Wall Street na véspera, com ações do setor de tecnologia penalizadas por temores de inflação e avanço dos juros de títulos públicos. Investidores operaram sob compasso de espera pela divulgação do relatório de emprego dos Estados Unidos, o Payroll, no período da manhã desta sexta.

O índice acionário japonês Nikkei, de Tóquio, encerrou a sessão em baixa de 0,40%, a 28.941,52 pontos. A ação da operadora de plataforma online médica M3 liderou as perdas e cedeu 4,96%, acompanhada pela empresa de e-commerce ZOZO (-2,99%).

Em Seul, o índice Kospi perdeu 0,23%, a 3.240,08 pontos e, em Hong Kong, o Hang Seng baixou 0,17%, a 28.918,10 pontos. Já o Taiex, de Taiwan, diminuiu 0,57%, a 17.147,41 pontos.

O movimento acontece sobretudo por conta de temores de inflação em economias desenvolvidas, que pode levar os bancos centrais a reavaliarem suas políticas monetárias. Na quinta-feira, nos EUA, a ADP informou que o setor privado criou 978 mil empregos em maio.

O resultado impulsionou os juros dos Treasuries, que pesaram sobre techs, inclusive nos mercados da Ásia. O relatório oficial do Departamento do Trabalho sairá nesta sexta às 9h30 (de Brasília) e será monitorado de perto.

Exceções à desvalorização no continente, os negócios na China continental ficaram no azul: o Xangai Composto avançou 0,21%, a 3.591,84 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto ganhou 0,63%, a 2.407,65 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana também subiu, com o S&P/ASX 200 em alta de 0,49%, a 7.295,40 pontos, em Sidney.

Publicidade