Juros têm viés de alta antes de Copom, após queda na última sessão


Após caírem na última sessão, os juros futuros operam com viés de alta, na contramão do dólar, num movimento de ajuste antes das decisões do Comitê de Política Monetária (Copom) e do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), na quarta-feira, uma vez que a agenda nesta segunda-feira, 28, está mais esvaziada.

A expectativa no mercado é de mais um corte de 50 pontos-base da Selic, mas há ainda precificação residual na curva de juros para corte maior, de 75 p.b. Nos EUA, também espera-se por mais cortes de juros.

Às 9h28, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2021 estava em 4,410%, na máxima, de 4,397% no ajuste de sexta-feira.

O DI para janeiro de 2023 exibia 5,44%, de 5,41% no ajuste anterior, enquanto o vencimento para janeiro de 2025 marcava 6,11%, na máxima, de 6,07% no ajuste de sexta-feira.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora