22 de abril de 2021 Atualizado 20:22

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Juros: taxas caem com reforma ministerial, apesar de alta de juros dos Treasuries

Por Agência Estado

30 mar 2021 às 09:57 • Última atualização 30 mar 2021 às 12:19

Os juros futuros operam em baixa em toda a curva um dia após a reforma ministerial promovida pelo presidente Jair Bolsonaro e apesar da alta dos juros dos Treasuries e dólar também mais forte. Em segundo plano ficou o IGP-M de março, que acelerou, mas ficou abaixo da mediana estimada. “O movimento da reforma ministerial foi muito bom, abre espaço para Guedes negociar com o Centrão de Lira. Sobretudo a ida da deputada do PL para o Planalto”, diz José Faria Júnior, sócio-diretor da Wagner Investimentos. Às 9h33 desta terça-feira, a taxa de depósito interfinanceiro para janeiro de 2027 recuava para 8,73%, de 8,83% no ajuste de segunda-feira. O DI para janeiro de 2023 caía para 6,54%, de 6,65%, e o para janeiro de 2022 marcava 4,69%, de 4,77% no ajuste anterior.

Publicidade