Juros sobem com cenário mais conservador para Copom e IGP-M acima da mediana


Na contramão do dólar, os juros futuros operam em alta na manhã desta quinta-feira, 28, antes do leilão de títulos do Tesouro (11h). “Lembrando que seguimos na tendência de alta de médio prazo. Além disso, o mercado começa a desmontar aposta de corte de 50 bps para este ano e já projeta alta da Selic durante 2021, ou seja, “mesmo que a taxa caia para 4,5%, seria por pouco tempo”, explica o sócio-diretor da Wagner Investimentos José Faria Júnior.

Ele cita também o IGP-M de novembro, que mostrou alta de 0,30%, abaixo do resultado de outubro (0,68%), mas acima da mediana das expectativas apuradas pelo levantamento Projeções Broadcast, que indicava alta de 0,13%.

Às 9h47 desta quinta, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2021 estava em 4,820%, na máxima, de 4,749% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2023 estava em 6,08%, de 5,99%, enquanto o vencimento para janeiro de 2027 marcava 7,02%, de 6,94% no ajuste anterior.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora