Juro sobe com incerteza externa com EUA-China e temor do mercado com Lula livre


Os juros futuros começam o dia em alta moderada, alinhados ao dólar mais forte ante o real e outras moedas emergentes, em dia de cautela no exterior com Estados Unidos-China e após a derrubada da prisão em segunda instância pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “A proximidade do final de semana, com esquerda se movimentando dada a chance de Lula (ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva) ser solto, pode justificar certa cautela”, disse o operador de renda fixa Luis Felipe Laudisio dos Santos, da Renascença DTVM, em nota a clientes.

Às 9h15, O DI para janeiro de 2021 estava em 4,550%, na mínima, de 4,539% no ajuste de ontem.

O DI para janeiro de 2023 estava em 5,66%, na mínima, de 5,62%, enquanto o vencimento para janeiro de 2025 marcava 6,25%, na mínima, de 6,21% no ajuste anterior.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora