06 de junho de 2020 Atualizado 11:55

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Economia

Ibovespa se aproxima dos 73 pontos após injeção de recursos pelo Fed

Por Agência Estado

12 mar 2020 às 15:04 • Última atualização 12 mar 2020 às 15:54

O Ibovespa retomou os 72 mil pontos depois que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) anunciou injeção nos mercados de financiamento superior a US$ 1,5 trilhão. Há pouco, os negócios na B3 foram suspensos, com todas as ações em leilão. A bolsa teve de mudar o limite de queda do índice futuro para dentro da realidade do à vista, e agora o limite está em 72.125, diz Luiz Roberto Monteiro, operador da mesa institucional da Renascença DTVM. No índice futuro, o novo limite de baixa passou a ser 72.125 pontos. “Estava próximo de a B3 anunciar o terceiro circuit breaker chegou a cair perto de 19,55%. Isso indica que está tentando segurar um pouco o mercado”, diz Lucas Carvalho, a analista da Toro Investimentos. Para que o procedimento fosse adotado, teria de cair 20%.

De acordo com Carvalho, o anuncio do Fed é bem-vindo, “um instrumento importante”, que visa a injetar liquidez nos mercados. “No entanto, não apaga todas as perdas aqui e lá fora.” Às 14h50, o Ibovespa cedia 14,41%, aos 72.901,92 pontos. Na mínima caiu aos 68.488,29 pontos.

“O Fed trouxe um alívio nos mercados, mas foi momentâneo. Foi voo de galinha”, diz o estrategista-chefe do Grupo Laatus, Jefferson Laatus, sobre a melhora dos mercados. Em Nova York, as bolsas voltaram a cair há pouco na faixa de 8%, depois de cederem em torno de 4% após o Fed.