19 de abril de 2021 Atualizado 15:25

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Ibovespa mostra instabilidade na abertura com foco em NY e cenário interno

Por Agência Estado

30 mar 2021 às 11:00 • Última atualização 30 mar 2021 às 12:16

O Índice Bovespa mostrou instabilidade na primeira hora de negociação, ainda sem sinalizar uma tendência clara para o dia. O indicador abriu em queda, alinhado ao desempenho negativo do petróleo e dos futuros da Bolsa de Nova York. Em seguida, passou a buscar uma recuperação, apoiada nos papéis do setor financeiro, mas ainda sem indicar sinal de sustentação mais firme.

O deslocamento “lateral” do indicador já era esperado no mercado, dado o cenário externo negativo e a cautela do investidor com o ambiente doméstico bastante adverso, que limita o movimento de recuperação que a Bolsa vem tentando imprimir nos últimos dias.

“Com todas as mudanças que estão ocorrendo no cenário político e que ainda vão ocorrer, é provável que o mercado de ações ande ‘de lado’ hoje. O mercado quer avaliar qual grupo será fortalecido dessa briga de forças que envolve ala ideológica, militares e Centrão, e como ficará Paulo Guedes no final das contas”, disse Luiz Roberto Monteiro, operador da mesa institucional da Renascença Corretora, referindo-se ao ministro da Economia.

Os índices de ações em Nova York recuam em meio ao avanço nos juros dos Treasuries de longo prazo, motivado por expectativas de investidores de alta da inflação antes do esperado pelo Federal Reserve com o acelerado programa de vacinação e recuperação da economia americana.

Em Wall Street, haverá também foco especial nesta terça-feira para pronunciamentos de três dirigentes do Fed que votam nas reuniões de política monetária deste ano e para a divulgação de dados econômicos dos EUA.

Às 10h47, o Ibovespa tinha 115.553,70 pontos, em alta de 0,12%.

Nos índices de ações americanos, o Dow Jones recuava 0,28%, enquanto S&P500 e Nasdaq perdiam 0,44% e 0,82%, nesta ordem.

Publicidade