30 de maio de 2020 Atualizado 21:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Economia

Hong Kong sofre tombo de mais de 4% e lidera perdas entre as Bolsas da Ásia

Por Agência Estado

04 Maio 2020 às 07:22 • Última atualização 04 Maio 2020 às 08:30

As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta segunda-feira, 4, influenciadas por crescentes tensões entre Estados Unidos e China sobre a origem da pandemia de coronavírus. No entanto, os principais mercados da região – do Japão e da China continental -, não operaram nesta segunda-feira devido a feriados locais.

O índice Hang Seng liderou as perdas na Ásia nesta segunda, com um tombo de 4,18% em Hong Kong, a 23.613,80 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi caiu 2,68% em Seul, a 1.895,37 pontos, e o Taiex recuou 2,47% em Taiwan, a 10.720,48 pontos.

O mau humor na região asiática veio com uma nova onda de tensões entre Washington e Pequim.

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse no domingo acreditar que um “erro” cometido na China foi a causa da disseminação do coronavírus.

Já o Secretário de Estado americano, Mike Pompeo, alegou haver “enormes evidências” de que o surto começou em um laboratório na cidade chinesa Wuhan, sem apresentar provas que sustentassem a acusação e alimentando uma tese que circula na Casa Branca há meses.

Na Oceania, a bolsa australiana destoou do tom negativo na Ásia, graças em parte ao forte desempenho do setor de tecnologia. O S&P/ASX 200 avançou 1,41% em Sydney, a 5.319,80 pontos.

Apenas o segmento de tecnologia saltou 5%, à medida que a ação da Afterpay disparou 24% com notícia de que o conglomerado chinês Tencent adquiriu participação na empresa australiana de tecnologia financeira.

*Com informações da Dow Jones Newswires