Guedes e Roberto Azevêdo conversam sobre ataque a refinarias na Arábia Saudita


O ataque a refinarias na Arábia Saudita no último final de semana foi um dos temas debatidos entre o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, em visita de cortesia realizada nesta terça-feira na sede da pasta. “O ataque às refinarias sauditas já afetou o preço do petróleo no mercado internacional e terá consequências econômicas e pode aumentar a instabilidade naquela região”, avaliou Azevêdo após o encontro. “A economia global está repleta de incertezas e os investidores são a mola fundamental para o crescimento da economia global. É importante tentar reduzir as tensões comerciais e geopolíticas”, completou o diretor-geral da OMC.

Segundo Azevêdo, a conversa também tratou das reformas econômicas que vêm sendo debatidas no Brasil e dos acordos econômicos que o País vem firmando com parceiros internacionais. “É um momento de transição para o Brasil com reformas que vêm em um movimento saudável de redução dos custos para se transacionar no País. Os diversos acordos comerciais buscam a abertura do mercado brasileiro e as reformas são importantes para a redução de custo e aumento da competitividade da economia do País”, completou.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora