Grupo Transportes recua 0,80% no IPCA-15 de março, revela IBGE


O gasto das famílias com Transportes recuou 0,80% em março, após uma alta de 0,20% em fevereiro, segundo a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15). Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 25, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O grupo Transportes deu a maior contribuição negativa para a taxa de 0,02% do IPCA-15, o equivalente a -0,17 ponto porcentual.

O destaque foi a redução de 16,88% nos custos das passagens aéreas, o terceiro mês consecutivo de queda de preços. Em janeiro, as tarifas aéreas já tinham recuado 6,45%, seguido de nova queda de 6,68% em fevereiro.

Os combustíveis recuaram 1,19% no mês de março. Houve queda de 1,18% na gasolina e redução de 1,06% no etanol. O óleo diesel ficou 1,95% mais barato, enquanto o gás veicular diminuiu 0,89%.

A Petrobras anunciou reduções de 9,50% nos preços da gasolina e de 6,50% nos preços do diesel nas refinarias a partir de 13 de março.

Por outro lado, os ônibus intermunicipais aumentaram 1,26%, devido a reajustes no Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

O ônibus urbano aumentou 0,06%, em decorrência do reajuste de 5,00% no preço das passagens em Salvador a partir de 12 de março.

O trem ficou 0,49% mais caro, em consequência do reajuste de 2,17% nas passagens no Rio de Janeiro desde 2 de fevereiro.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora