19 de setembro de 2021 Atualizado 11:57

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

FMI: vacinação acelerada contra covid adicionaria US$ 9 tri à economia em 5 anos

Por Agência Estado

13 set 2021 às 10:24 • Última atualização 13 set 2021 às 11:24

Diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva afirmou que a economia global geraria mais US$ 9 trilhões em recursos ao longo de cinco anos caso a vacinação contra a covid-19 fosse acelerada ao redor do mundo, a partir da alocação de US$ 50 bilhões para o combate à crise sanitária.

Durante painel na Conferência de Montreal nesta segunda-feira, 13, Georgieva disse considerar a imunização global a “principal política econômica” para o futuro próximo.

Dos US$ 9 trilhões que seriam adicionados à economia, cerca de US$ 1 trilhão iria para economias avançadas por meio de receitas e tributos, segundo ela.

Ainda que espere um crescimento robusto, ao redor de 6%, do Produto Interno Bruto (PIB) global em 2021, e acima de 4% em 2022, Georgieva afirmou estar preocupada com a “divergência perigosa” que se forma entre as recuperações de países que estão vacinando suas populações e que puderam liberar medidas de apoio fiscal ao longo da pandemia, e aqueles que têm dificuldade para fazer ambos.

Para a diretora-gerente do FMI, as medidas de apoio não devem ser retiradas neste momento, uma vez que a crise sanitária não terminou. Ela advogou, no entanto, a favor de um suporte mais “direcionado” a setores econômicos e sociais específicos.

Publicidade