EUA: Reguladores podem aplicar nova multa de US$ 5,4 milhões à Boeing


Os reguladores dos Estados Unidos anunciaram ontem (10) que podem aplicar uma multa de US$ 5,4 milhões à Boeing, por supostamente instalar peças de asa “fora dos padrões” em alguns jatos 737 Max e depois apresentar os aviões prontos para a certificação.

A penalidade civil seria adicional a uma multa de US$ 3,9 milhões aplicada contra a Boeing em dezembro por supostamente instalar os mesmos componentes em 133 dos jatos 737 Next Generation da empresa, informou a Federal Aviation Administration. As peças em questão são faixas de ripas localizadas na borda das asas 737 usadas para guiar o movimento de painéis.

De acordo com a FAA, “a Boeing falhou em supervisionar adequadamente seus fornecedores para garantir a conformidade com o sistema de garantia de qualidade da empresa”, e a falha “resultou na instalação de faixas de ripas que foram enfraquecidas por uma condição conhecida como fragilização por hidrogênio”. A Boeing então submeteu os jatos para a certificação final após determinar que as peças não poderiam ser usadas porque haviam falhado em um teste de força, informou a FAA. Fonte: Dow Jones Newswires.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora