08 de maio de 2021 Atualizado 11:02

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Emprego com carteira no setor privado aumenta em 23 mil vagas em um trimestre

Por Agência Estado

31 mar 2021 às 10:52 • Última atualização 31 mar 2021 às 11:40

O trimestre encerrado em janeiro de 2021 mostrou uma abertura de 23 mil vagas com carteira assinada no setor privado em relação ao trimestre encerrado em outubro. No entanto, na comparação com o trimestre até janeiro de 2020, 3,918 milhões de vagas com carteira assinada foram perdidas no setor privado.

Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), apurada pelo Instituto Brasileiro de Economia e Estatística (IBGE).

O total de pessoas trabalhando com carteira assinada no setor privado foi de 29,792 milhões no trimestre até janeiro, enquanto outras 9,809 milhões atuavam sem carteira assinada, 339 mil a mais que no trimestre anterior. Em relação ao trimestre até janeiro de 2020, foram extintas 1,864 milhão de vagas sem carteira no setor privado.

O trabalho por conta própria ganhou 1,047 milhão de pessoas a mais em um trimestre, mas ainda está 1,072 milhão menor em relação a um ano antes, totalizando 23,503 milhões de pessoas.

O número de empregadores diminuiu em 7 mil pessoas em um trimestre. Em relação a janeiro de 2020, o total de empregadores é 548 mil inferior.

O País teve um aumento de 212 mil pessoas no trabalho doméstico em um trimestre, para 4,919 milhões de pessoas, mas esse contingente ainda é 1,341 milhão menor que no ano anterior.

A única categoria da ocupação com aumento no número de trabalhadores em um ano foi o setor público, com 514 mil ocupados a mais no trimestre terminado em janeiro de 2021 ante o trimestre encerrado em janeiro de 2020. Na comparação com o trimestre até outubro de 2020, foram abertas 48 mil vagas.

Publicidade