Economista explica reflexos da pandemia no PIB brasileiro

Em entrevista às rádios do Grupo Liberal, Anderson Pellegrino explicou os reflexos do novo coronavírus, como a quarentena no Estado, no PIB brasileiro


A mudança na rotina imposta pela pandemia do novo coronavírus pode causar uma recessão técnica, com a queda do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil. O professor de Economia conveniado da FGV (Fundação Getulio Vargas), Anderson Pellegrino, explicou em entrevista ao Liberal no Ar, transmitido pelas rádios FM Gold (94,7 FM) e VOCÊ (AM 580), na manhã desta quarta-feira (25), que isso ocorre devido à queda na demanda e no consumo.

“Quando se propõe uma quarentena, você tem uma queda de demanda e comércios parando, empresas paralisando produção, tudo em torno da não circulação de pessoas e do consumo em queda que isso representa”, introduz.

O especialista explica que “o PIB é uma representação da riqueza gerada e consumida por um país. Se a produção cai e o consumo cai, a tendência é que o PIB desacelere, podendo inclusive caminhar para um patamar negativo nos próximos meses, o que chamamos de recessão técnica”.

“Ele é um indicador que representa a riqueza gerada e consumida, e que evidentemente se reduzirá em função do período atual, um período de exceção relacionado a esse grave problema de saúde pelo qual estamos passando em escala global”, complementa.

Confira a entrevista completa:

Listen to "#covid09 - A projeção do PIB como termômetro das perdas na economia | Além da Capa" on Spreaker.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora