Economia acha possível antecipar dividendos de bancos públicos do 1º semestre


O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, disse que é possível antecipar o pagamento de dividendos por instituições públicas referentes ao primeiro semestre deste ano. A medida, adotada também por governos anteriores, servirá para recompor parte do espaço fiscal contingenciado fortemente em 2019.

“Temos condições de antecipação desses dividendos para a União, muito em breve”, afirmou.

Ele lembrou que a legislação determina a distribuição de pelo menos 25% dos lucros das empresas aos acionistas, mas esse porcentual pode chegar a 60%, no caso do BNDES, e 40%, da Caixa. O Banco do Brasil já fez pagamentos mais adiantados.

Waldery citou ainda a meta de que o BNDES devolva R$ 126 bilhões para a União neste ano. “Poderemos chegar a esse valor sem comprometimento da governança da instituição financeira”, afirmou.

Ele acrescentou que as receitas de dividendos previstas no Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2020 são “conservadoras”, completou.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora