Duas das 11 regiões pesquisadas apresentaram deflação no IPCA-15 de novembro


Duas das 11 regiões pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para calcular o Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15) registraram deflação de outubro para novembro. O menor resultado foi registrado em Brasília (-0,23%). Em seguida veio Recife, com -0,04%.

Em Brasília, a principal influência na queda partiu do item energia elétrica, que teve variação negativa de 5,44%.

Em contrapartida, o maior índice ficou com a região metropolitana de Belém (0,33%), influenciado pelas altas nas carnes (5,77%) e na roupa masculina (2,33%).

Em São Paulo, a variação passou de 0,06% para 0,29%; no Rio de Janeiro, de 0,18% para 0,11%; Curitiba, de -0,07% para 0,18%; Goiânia, de 0,22% para 0,14%; Porto Alegre de 0% para 0,10%; Fortaleza, de -0,08% para 0,04%; Salvador, de 0,20% para 0,01%; e Belo Horizonte, de 0,15% para 0%.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora