Doria afirma que se equivocou ao dizer que portos seriam privatizados em 2020


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que se equivocou ao dizer que os portos de Santos e São Sebastião seriam privatizados em 2020. Segundo Doria, a expectativa é de privatização em 2021.

“Houve uma incorreção da minha parte”, afirmou o governador paulista. “Me referi que ao longo de 2020 estávamos na expectativa de privatização desses dois Portos. Mas nossa relação com o Ministério da Infraestrutura e com o ministro Tarcísio (Freitas, da Infraestrutura) é ótima”, completou.

Ele disse que não há contestação a fazer nem mesmo sobre a transmissão ao vivo do presidente da República, Jair Bolsonaro, em que ele criticou Doria e afirmou que haveria uma tentativa do governador de “colocar pressão” sobre o governo federal.

Doria destacou: “Eu telefonei ao ministro Tarcísio para me desculpar. Não foi pressão.”

O governador completou: “Embora aqui em São Paulo nós estejamos acelerando os processos de privatizações e PPPs.”

Doria destacou os resultados do Estado em 2019, que ele considerou positivos, e os comparou com os do governo federal. Ele afirmou que o PIB estadual cresceu 2,6% no ano passado, de acordo com a Fundação Seade, ante crescimento de 0,9% do Brasil no período.

As declarações foram dadas em entrevista coletiva sobre a mudança da cobrança de ICMS em alguns setores do agronegócio.

Também estavam presentes na os secretários de Fazenda, Henrique Meirelles; de Agricultura, Gustavo Junqueira; e de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora