Dólar abre instável com cautela pós fala de Bolsonaro sobre Previdência

Após dois dias de otimismo com o novo governo, o dólar abriu instável e alternava altas e baixas no início…


Após dois dias de otimismo com o novo governo, o dólar abriu instável e alternava altas e baixas no início dessa manhã. Após abrir em leve queda, a moeda americana renovou sucessivas máximas frente ao real e virou para o terreno positivo, chegando a tocar os R$ 3,7683, em alta de 0,28%, para voltar novamente ao negativo.

Predomina no mercado cautela em relação à entrevista concedida ontem pelo presidente Jair Bolsonaro ao SBT Brasil, em que defendeu uma idade mínima de 62 anos para homens e 57 anos para mulheres em 2022, menor portanto que o teto de 65 anos proposto por Michel Temer. A percepção de especialistas é de que há uma frustração por parte do mercado, que esperava uma proposta mais rígida.

Um exterior positivo, no entanto, favorável à tomada de risco, impede movimentos mais bruscos. Expectativas positivas com o encontro entre China e Estados Unidos na próximo semana e o corte no compulsório pelo Banco do Povo da China aumentam o apetite por risco nos mercados globais animam os mercados globais e aumentam a disposição dos investidores ao risco. A alta do petróleo também favorece os países exportadores da commodity e ajudam a segurar o real.

Há expectativa ainda com a divulgação do relatório de empregos (payroll) americano hoje, às 11h30, e discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, em evento sobre política monetária às 13h15. Esses dois fatores devem delinear o comportamento da divisa globalmente.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!