12 de julho de 2024 Atualizado 17:12

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Como utilizar a linguagem corporal a seu favor no ambiente de trabalho

Comunicação não verbal pode ser usada no processo de recrutamento

Por Ana Carolina Leal

17 de junho de 2024, às 09h02 • Última atualização em 17 de junho de 2024, às 09h03

Postura ereta, contato visual firme e um aperto de mão confiante transmitem segurança, interesse e profissionalismo - Foto: Freepik

Atualmente, com a prevalência da comunicação digital por meio de e-mails e mensagens instantâneas, pode parecer que a linguagem corporal no ambiente de trabalho ficou no passado. No entanto, a forma como nos portamos, nossos gestos e expressões continuam sendo fundamentais na comunicação face a face. Mesmo para a Geração Z, que cresceu imersa em tecnologia e mídias sociais, compreender e aplicar a linguagem corporal é especialmente desafiador, mas igualmente importante.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Mas, afinal, o que é linguagem corporal? Segundo Virgilio Marques dos Santos, sócio-fundador da FM2S e Consultoria e doutor em Engenharia Mecânica pela Unicamp, trata-se de uma comunicação não verbal realizada por meio de gestos corporais, expressões faciais, posturas e até o uso do espaço pessoal. “Esses sinais não verbais complementam a comunicação verbal, podendo reforçar, contradizer ou até substituir as palavras faladas”, explicou.

Em entrevista ao LIBERAL, o especialista afirmou que a linguagem corporal é crucial no mercado de trabalho moderno. “Ela complementa a comunicação verbal, transmitindo confiança, empatia e credibilidade. Gestos, postura e expressões faciais podem reforçar ou contradizer o que é dito, influenciando a percepção de colegas e superiores”. Nas entrevistas de emprego, a linguagem corporal desempenha um papel fundamental. Gestos, postura e expressões faciais são avaliados, muitas vezes de forma inconsciente, pelo entrevistador.

Uma postura ereta, contato visual firme e um aperto de mão confiante transmitem segurança, interesse e profissionalismo. Em contraste, movimentos nervosos ou postura fechada podem sugerir insegurança ou desinteresse. “Uma linguagem corporal assertiva pode estabelecer uma base sólida para o sucesso na entrevista, mostrando ao entrevistador que o candidato é confiante, engajado e adequado para a posição”, afirma Virgilio.

No dia a dia, ela melhora a comunicação entre colegas de trabalho. Uma postura aberta indica receptividade e disposição para colaborar.

Contato visual demonstra atenção e respeito, enquanto um sorriso cria um ambiente amigável e acolhedor. Gestos de acordo, como acenar a cabeça, mostram escuta ativa e concordância, incentivando diálogos construtivos.

“Respeitar o espaço pessoal é essencial para evitar desconforto e promover uma comunicação mais eficaz”, ressalta Virgilio.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

Presença e liderança. Uma postura ereta com os ombros para trás demonstra confiança, enquanto o contato visual direto indica sinceridade e firmeza. Um aperto de mão firme transmite autoridade. Gestos controlados e deliberados, como usar as mãos para enfatizar pontos importantes, mostram segurança.

Evitar cruzar os braços e manter uma postura aberta sugere acessibilidade e confiança. “Esses sinais ajudam a estabelecer presença e liderança de maneira eficaz, mas também é importante manter a naturalidade e estar em consonância com nossos sentimentos e emoções genuínas”, destaca Virgilio.

Mediação de conflitos. A linguagem corporal também é útil para mediar e resolver conflitos no local de trabalho. Manter uma postura aberta e relaxada cria um ambiente de diálogo e confiança.

Já o contato visual direto demonstra atenção e respeito pelas perspectivas de todos os envolvidos. E gestos que demonstram calma, como acenar com a cabeça, mostram empatia e compreensão.

Aproximar-se de maneira não invasiva ajuda a diminuir tensões, e manter uma expressão facial neutra e amigável facilita a resolução pacífica dos conflitos. “Promover um ambiente de trabalho mais harmonioso depende dessa comunicação eficaz”, conclui Virgilio.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Publicidade