21 de abril de 2021 Atualizado 00:43

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Cinco passos para quem quer mudar de carreira

Essa sempre é uma decisão difícil e muitos tiveram que transformar os seus objetivos com a pandemia, sem planejamento: confira cinco passos

Por Redação

26 fev 2021 às 07:45 • Última atualização 26 fev 2021 às 07:46

Estar há muito tempo em um trabalho ou área pode te levar a questionar se você não deveria mudar de carreira. Em 2020, muitas pessoas enxergaram a mudança e tiveram essa dúvida. Outras tantas, foram demitidas e agora buscam uma nova recolocação, mas em outra área.

A decisão é difícil, ainda mais quando estamos vindo de um ano de incertezas. Não há fórmula mágica, porém especialistas dizem que o principal é o autoconhecimento e estratégia de ações, além de uma boa reserva financeira.

A decisão de mudar de carreira é difícil, ainda mais quando estamos vindo de um ano de incertezas. Não há fórmula mágica, o principal é o autoconhecimento e estratégia de ações – Foto: Andrea Piacquadio / Pexels

“Não é simplesmente ir buscando à ermo uma área que você goste, isso faz muitas pessoas se frustrarem. Sem o planejamento, corre o risco da pessoa se enrolar financeiramente e o sonho nem sair do papel”, alerta Rogério Silva, CEO do Cebrac.

A pesquisa Pulso Empresa mostrou o impacto da Covid-19 nas empresas: 700 mil CNPJs fechados de março a junho do ano passado. E, 99% destas empresas eram micro e pequenas. Com isso, veio o desemprego: quase 14 milhões de pessoas no Brasil.

Muitas pessoas migraram para outras áreas, segundo uma pesquisa lançada em janeiro de 2021, pela Success People – empresa de desenvolvimento pessoal e gestão de pessoas situada em São Paulo.

Segundo a pesquisa, as áreas que mais tiveram recolocações são: Comercial e Vendas (20%), seguidas pela área Industrial (18%) e em terceiro lugar a área de Supply Chain (15%), na sequência aparecem a área Financeira (13%) e a área de Tecnologia (10%).

5 PASSOS
O especialista em carreiras Rogério Silva elaborou algumas dicas para você que quer mudar de carreira e/ou precisa fazer isso hoje mesmo por necessidade:

• Trajetória
Olhar para trás e perguntar: eu estou feliz neste emprego? De que aspectos do seu trabalho você gosta? Quais não gosta? Seus descontentamentos estão relacionados com o trabalho, cultura da empresa ou com as pessoas com as quais trabalha? Se as respostas forem negativas, pense no que você pode fazer. E, se não conseguir encontrar a resposta, veja alguma área, pode até ser um hobbie que você faria até de graça. Estude a necessidade desse serviço e mãos à obra. Vale até coincidir esse job pontual com o trabalho atual até conseguir viver apenas do que se ama.

• Onde gostaria de chegar
Agora que já analisou seu passado, pense no seu presente. Veja o que você tem de habilidades e competências, faça uma lista. Anote tudo aquilo que você espera de uma empresa e o que espera de você. E determine se isso é reconhecido e se encaixa com sua carreira atual.

• Outras carreiras
Isso mesmo, pesquise outras carreiras! Faça uma busca no linkedin, no site, nas redes sociais de profissionais da área. Se conecte com eles, leia, faça cursos e se aprimore. Converse com profissionais que atuam na área e vejam o que eles dizem. Pesquise a faixa salarial, jornada de trabalho, especificações da área e veja se encaixa na sua vida atual.

• Job shadow ou fique na empresa
Se você já trabalha, permaneça na empresa. Agora se está desempregado, busque um job shadow, ou seja, um trabalho sombra. Tenha uma fonte de renda que respalde essa nova jornada. Tenha paciência de procurar as melhores vagas quando ainda está empregado, pode ser que a procura leve alguns meses até você achar o trabalho que goste de verdade.

• Experiência na área
Seja freelancer ou voluntário, há vagas temporárias também. Tudo que dá oportunidade de você ter um contato com a área de uma forma prática.

Fonte: CEBRAC – Centro Brasileiro de Cursos

Publicidade