CGU declara SOG Óleo e Gás inidônea para fechar contratos com governo


O ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosario, declarou a empresa SOG Óleo e Gás S/A inidônea para licitar e contratar com a Administração Pública “por ter atuado em defesa de interesses escusos e particulares, de forma concertada e ardilosa, frustrando, direcionando e fraudando certames licitatórios na Petrobras em conluio com outras empresas”. A decisão está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 10.

O documento não detalha os termos da punição, mas avisa que ainda cabe recurso da decisão, com efeito suspensivo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora