22 de janeiro de 2022 Atualizado 10:05

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Casa Branca vê problemas com questões de oferta mais fortes do que previsto

Por Agência Estado

12 jan 2022 às 19:07 • Última atualização 12 jan 2022 às 19:13

Os problemas com ofertas de suprimentos se manifestaram mais fortes do que o previsto, disse nesta quarta-feira, 12, do diretor do Conselho Econômico Nacional, Brian Deese. Em coletiva à imprensa, o conselheiro da Casa Branca afirmou que tais questões são globais.

Questionado sobre os erros pela administração, Deese disse que “várias projeções vieram diferentes do que prevíamos”.

Agora, projeções independentes demonstram que deve haver moderação na inflação ao longo de 2022, a níveis mais próximos da pré-pandemia, afirma. “Ninguém previu que iríamos reduzir o desemprego rápido como foi feito. Houve uma série de desenvolvimentos não previstos.”

Deese disse que os EUA estão em “boa posição para atacar a alta de preços”. Em sua avaliação, os indicadores de inflação divulgados hoje “ainda estão altos, mas se movendo na direção certa”.

O diretor afirmou que foi vista “uma desaceleração bem-vinda na alta de preços em vários aspectos”.

Publicidade