01 de dezembro de 2020 Atualizado 22:19

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Economia

Bolsas de NY fecham sem direção única com falta de resolução para impasse fiscal

Por Agência Estado

23 out 2020 às 17:43 • Última atualização 23 out 2020 às 18:00

As bolsas de Nova York fecharam o pregão desta sexta-feira sem direção única, diante da falta de resolução para o impasse fiscal nos Estados Unidos. As negociações entre democratas e republicanos se desenrolaram durante os últimos dias e algumas autoridades chegaram a dizer que um acordo estava próximo, mas a semana termina sem uma definição sobre os estímulos à economia, a dez dias das eleições presidenciais de 3 de novembro.

O Dow Jones recuou 0,10%, a 28.335,57 pontos, o S&P 500 subiu 0,34%, a 3.465,39 pontos, e o Nasdaq avançou 0,37%, a 11.548,28 pontos.

Na comparação semanal, os índices acionários registraram perdas de 0,95%, 0,53% e 1,06%, respectivamente.

“Um projeto de lei de estímulo pré-eleitoral continua improvável”, avaliam analistas do Citigroup.

A presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, voltou a demonstrar otimismo, mas o diretor do Conselho Econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, afirmou que as negociações “não estão progredindo rapidamente”.

O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, que negocia diretamente com a democrata, disse que houve progresso nas tratativas, mas “diferenças significativas” ainda permanecem. Na visão do Citi, as negociações em curso nesta semana podem formar a base para um projeto de lei pós-eleição.

Na quinta à noite, o presidente americano, Donald Trump, e o candidato do Partido Democrata à presidência, Joe Biden, participaram do último debate. Para o banco suíço Julius Baer, o ex-vice de Barack Obama “entrou em apuros” quando questionado sobre a produção de energia, mas o impacto sobre os eleitores “pode ser muito limitado” neste momento da campanha. Biden defendeu a transição para energias limpas e o fim de subsídios do governo ao setor de petróleo.

No noticiário sobre a pandemia de covid-19, a AstraZeneca e a Universidade de Oxford foram autorizadas a retomar os testes de uma vacina experimental nos EUA. No entanto, o número de novos casos de coronavírus continua a aumentar pelo mundo, o que também leva cautela aos mercados.

A divulgação do índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto dos EUA, entretanto, foi bem recebida no mercado. O indicador subiu de 54,3 em setembro para 55,5 em outubro, maior nível em 20 meses.

As ações da American Express, que divulgou balanço nesta sexta, cederam 3,64%. Os papéis da Intel, que informou resultados corporativos após o fechamento do mercado na quinta, caíram 10,58%. No S&P 500, o subíndice do setor de serviços de comunicação liderou os ganhos (+1,07%) e o de energia foi destaque de perdas (-0,55%).

Publicidade