23 de Maio de 2020 Atualizado 12:05

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Economia

Bolsas de NY fecham em alta recuperando-se com foco em retomada e vacina

Por Agência Estado

15 Maio 2020 às 18:19 • Última atualização 15 Maio 2020 às 18:44

As bolsas de Nova York fecharam com ganhos, nesta sexta-feira, 15. Os índices chegaram a recuar no início do pregão, com Apple e Boeing pressionadas, mas o quadro melhorou, em meio ao noticiário sobre a gradual reabertura econômica e ao otimismo de autoridades dos Estados Unidos sobre a chance de haver uma vacina para o coronavírus mais adiante.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,25%, em 23.685,42 pontos, o Nasdaq subiu 0,79%, a 9.014,56 pontos, e o S&P 500 teve ganho de 0,39%, para 2.863,70 pontos. Na comparação semanal, o Dow Jones caiu 2,65%, o Nasdaq recuou 1,17% e o S&P 500 mostrou baixa de 2,26%.

O início do pregão foi negativo. Além de dados fracos nos EUA, como os de vendas no varejo e a produção industrial, influenciou a notícia de que a China poderia investigar a Apple e recuar em uma compra de aviões da Boeing. Hoje, a Apple fechou em baixa de 0,59% e a Boeing, de 2,06%.

Ainda assim, outros papéis melhoraram ao longo do pregão, levando os índices a subir. Em entrevista coletiva, o presidente americano, Donald Trump, mostrou otimismo de que pode haver uma vacina disponível para coronavírus até o fim do ano. Ele também elogiou os planos de reabertura econômica elaborados pelos Estados americanos.

A ação da Sorrento subiu 158,02%, após o anúncio de que o candidato a anticorpo experimental dela mostrou potencial de bloquear infecções por covid-19, em estudos pré-clínicos.

Entre ações importantes, Caterpillar subiu 1,63%, Ford Motor avançou 0,20% e Johnson & Johnson, 1,90%, mas Citigroup caiu 0,33% e Goldman Sachs recuou 1,48%. Facebook subiu 1,97% e Microsoft teve ganho de 1,46%.