Bolsas da Europa fecham em alta, diante de otimismo com comércio e Powell

Os mercados acionários da Europa fecharam em forte alta o pregão desta sexta-feira, 4, quando as tensões com a economia…


Os mercados acionários da Europa fecharam em forte alta o pregão desta sexta-feira, 4, quando as tensões com a economia que marcaram o dia de ontem foram substituídas pelo otimismo com as negociações comerciais entre Estados Unidos e China e com os comentários do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell. O índice Stoxx-600 registrou alta de 2,83%, a 343,38 pontos.

O bom humor retornou às bolsas da Europa no último pregão da semana após o governo da China anunciar que representantes americanos visitarão Pequim na segunda-feira para continuar as conversas sobre as divergências comerciais entre as duas potências. As tratativas devem prosseguir até terça-feira, de acordo com o Ministério do Comércio.

A delegação americana deve ser liderada pelo vice-representante de Comércio, Jeffrey Gerrish, afirmou o governo chinês, sem dar detalhes sobre a agenda ou os participantes. A embaixada americana em Pequim ainda não havia respondido a um pedido de confirmação e de mais detalhes, no entanto.

Além disso, assim como em Nova York, as praças europeias festejaram os comentários de Powell sobre a economia americana, durante um painel em um evento em Atlanta, ao lado dos ex-presidentes do banco central americano Janet Yellen e Ben Bernanke. O dirigente afirmou que os dados econômicos do país sugerem um bom momento para a economia em 2019 e destacou que a instituição está atenta aos indicadores econômicos, “sempre preparada” para ajustar a política monetária, se necessário.

Os comentários de Powell vêm após a apreensão de ontem nos mercados, com dados mais fracos do que o esperado da indústria americana, a revisão de receita da Apple e tensões com a guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo. Hoje, por outro lado, o relatório de empregos (payroll) dos EUA de dezembro também mostrou resultados “fortes”, na avaliação de Powell, mas não o suficiente para gerar preocupação com a inflação.

Diante do cenário, o DAX, de Frankfurt, com alta de 3,37%, aos 10.767,69 pontos, e o FTSE MIB, de Milão, que avançou na mesma medida, para 18.831,79 pontos, lideraram os ganhos. Na semana, o DAX subiu 1,98% e o FTSE MIB, 2,77%.

Eles foram seguidos por Lisboa, onde o PSI 20 fechou em alta de 2,82%, a 4.880,01 pontos, com ganho semanal de 5,01%, e pelo CAC 40, de Paris, que ganhou 2,72%, para 4.737,12, e mostrou alta de 1,25% na semana. Em Londres, o FTSE 100 subiu 2,16%, aos 6.837,42 pontos, e acumulou avanço de 1,54% na semana, enquanto o Ibex 35, em Madri, apresentou alta de 2,52%, aos 8.737,80 pontos, e ganho semanal de 2,87%.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!