19 de janeiro de 2021 Atualizado 08:22

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Economia

Bolsas da Europa fecham em alta com foco em vacina e dados

Por Agência Estado

04 jan 2021 às 14:32 • Última atualização 04 jan 2021 às 14:55

As bolsas da Europa fecharam o primeiro pregão de 2021 em alta, com o foco dos investidores em indicadores de atividade econômica e na campanha de vacinação contra a covid-19. Novas restrições em países do continente para conter o avanço do coronavírus, porém, levaram a uma redução nos ganhos dos índices acionários.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou com ganho de 0,67%, em 401,69 pontos.

No Reino Unido, começou a ser aplicada a vacina contra a covid-19 produzida pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade Oxford. Por outro lado, o governo do premiê Boris Johnson caminhava para impor restrições mais duras à circulação, diante de novo avanço recente dos casos da doença e com uma cepa mais contagiosa do vírus circulando pelo país. O risco de lockdown mais restrito retirou impulso do mercado local.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 1,72%, em 6.571,88 pontos.

O JPMorgan já alertava, em relatório mais cedo, que a cepa mais contagiosa era um fator importante no Reino Unido e que o país caminhava para mais um lockdown. O banco nota que, embora a vacinação local tenha começado, o ritmo dela é longe do suficiente para mitigar o impacto dessa nova variante do vírus.

Indicadores também estiveram no radar, apoiando as primeiras horas do pregão. O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria da zona do euro subiu à máxima desde maio de 2018, enquanto o da Alemanha tocou máxima desde fevereiro de 2018. No Reino Unido, o mesmo dado atingiu o maior nível em três anos.

Na Alemanha, havia expectativa de extensão em bloqueios até o fim de janeiro, segundo a imprensa local. O país tem enfrentado aumento no número de casos, na contagem oficial.

Em Frankfurt, o índice DAX terminou em alta de 0,06%, em 13.726,74 pontos.

Em Paris, o índice CAC 40 mostrou ganho de 0,68%, a 5.588,96 pontos. A ação da Peugeot subiu 1,70%, após acionistas da empresa e da Fiat Chrysler terem aprovado a fusão das duas montadoras.

Na Bolsa de Milão, o índice FTSE MIB terminou em alta de 0,37%, em 22.315,87 pontos.

O índice Ibex 35, da Bolsa de Madri, avançou 0,32%, a 8.099,20 pontos.

Em Lisboa, o PSI 20 teve ganho de 1,93%, a 4.993,00 pontos.

Publicidade