13 de julho de 2024 Atualizado 11:57

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasil e Mundo

Bolsas da Ásia fecham sem direção única, com recorde em Tóquio e perdas na China

Por Agência Estado

04 de julho de 2024, às 09h03

Por Sergio Caldas*

São Paulo, 04/07/2024 – As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta quinta-feira, à medida que os índices acionários do Japão e de Taiwan renovaram máximas históricas e as chinesas estenderam perdas recentes.

O Nikkei subiu 0,82% em Tóquio, ao patamar inédito de 40.913,65 pontos, superando o recorde anterior, estabelecido em 22 de março. Montadoras e trading houses lideraram os ganhos no mercado japonês, diante da expectativa de lucros maiores gerada pela tendência de fraqueza do iene.

Em outras partes da Ásia, o Taiex avançou 1,51% em Taiwan, ao nível também recorde de 23.522,53 pontos, impulsionado por ações de semicondutores, enquanto o sul-coreano Kospi registrou ganho de 1,11% em Seul, a 2.824,94 pontos, com a ajuda de ações de eletrônicos e defesa, e o Hang Seng teve modesta alta de 0,28% em Hong Kong, a 18.028,28 pontos.

Na China continental, por outro lado, as bolsas foram pressionadas por ações ligadas a consumo e do setor imobiliário. O índice Xangai Composto caiu 0,83%, a 2.957,57 pontos, ampliando perdas do pregão anterior, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 1,58%, a 1.582,59 pontos, em seu terceiro dia consecutivo de desempenho negativo.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou no azul, favorecida por grandes empresas em termos de capitalização de mercado, incluindo mineradoras e bancos. O S&P/ASX 200 mostrou avanço de 1,19% em Sydney, a 7.831,80 pontos.

Contato: sergio.caldas@estadao.com

*Com informações da Dow Jones Newswires

Publicidade