BNDES testará plano para trabalho remoto por causa de coronavírus


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) começará na próxima segunda-feira, 16, uma simulação de contingência em sua sede, no Rio, para preparar a instituição para possíveis impactos de eventual agravamento da pandemia do novo coronavírus, incluindo testes para adotar trabalho remoto.

Conforme um comunicado interno distribuído para os funcionários, já na segunda, cerca de 400 funcionários trabalharão de casa, “executando os processos críticos” do banco. Terça e quarta-feira, outros 1.100 empregados passarão a executar suas atividades de casa, orientados por suas chefias. Até que, na sexta, 20, todos os empregados deverão executar suas atividades de casa.

Independentemente do cronograma, empregados acima de 60 anos, gestantes ou pessoas com situação de risco para o coronavírus trabalharão de casa durante todos os dias da próxima semana. Estagiários e menores aprendizes serão liberados do trabalho durante todo o período de simulação.

O comunicado frisa que “durante o período de realização de trabalho remoto, os empregados devem permanecer em suas residências à disposição da instituição”.

Além disso, todas as viagens nacionais e internacionais e eventos no edifício sede do BNDES previstos para a semana que vem serão cancelados. Também serão canceladas todas as visitas de trabalho ou participação em eventos externos.

Casos excepcionais de viagens e visitas externas serão analisados pelo Gabinete da Presidência. “Empregados e familiares que apresentem algum dos sintomas (tosse, dificuldade respiratória, falta de ar e/ou febre) devem procurar o seu médico”, diz o comunicado.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora