20 de julho de 2024 Atualizado 10:21

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Autoridades e economistas lamentam nas redes falecimento de Maria da Conceição Tavares –

Por Agência Estado

08 de junho de 2024, às 16h17

Autoridades e economistas lamentam nas redes sociais o falecimento da economista Maria da Conceição Tavares. O presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Marcio Pochmann, afirmou que Maria da Conceição Tavares foi “a mestre do desenvolvimento com justiça social que jamais desistiu do Brasil”, acrescentando que a economista exerceu, com entusiasmo, a representação popular, enfrentando o neoliberalismo “de forma corajosa e inteligente”.

Na instituição na qual Conceição Tavares trabalhou, o atual presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, escreveu em nota que a economista tinha “densa formação intelectual e profunda coragem”. “Debatedora perspicaz, contundente e de formação heterodoxa, defendeu em sua vasta obra que a economia é um instrumento para melhorar socialmente e politicamente uma nação”, afirmou.

Lula e a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, também expressaram sentimento de pesar. Outro membro histórico do PT, o deputado estadual Eduardo Suplicy afirmou nas redes, neste sábado, 8, que o Brasil perdeu hoje uma mulher extraordinária. “Ela tornou-se célebre não só pelo vigor de seu pensamento, mas também pela paixão com que defendeu seus pontos de vista, sempre procurando identificar os interesses da grande maioria da população”, disse o deputado.

A ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff, definiu Tavares como uma das mais importantes e influentes intelectuais de nosso tempo. “Minha amiga e professora era uma mulher brilhante e profundamente comprometida com a soberania nacional, tendo atuado decisivamente na construção de um Brasil menos desigual”, afirmou em postagem no X.

O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania do Brasil, Silvio Almeida, também foi as redes: “Suas lições permanecem fundamentais para a construção de um Brasil que saiba cuidar do seu povo. Obrigado, professora”.

Já a deputada federal (PSOL) Erika Hilton, destacou que Tavares contribuiu ao pensamento desenvolvimentista e na formação de várias gerações de economistas brasileiros. “Deixou um legado imensurável.”

Além das autoridades políticas, o ex-presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, foi as redes sociais recomendar a cinebiografia sobre Maria da Conceição Tavares, Livre Pensar. “A quem quiser entender o tamanho da economista que a humanidade perdeu hoje, sugiro assistir! Que tenhamos competência para difundir seus ensinamentos”, disse Prates.

O economista e mestre em economia política pela PUC-SP, André Perfeito, destacou que Tavares fez parte de uma geração de economistas que pensou o Brasil de maneira crítica como poucos economistas fizeram.

Segundo Perfeito, os embates teóricos e militância política moldaram toda uma geração de economistas e até hoje seus ensinamentos servem de norte para debates da área. “Seu estilo icônico e retórica afiada fazem dela, na minha opinião, uma das maiores economistas do Brasil”, afirmou o economista.

Contato: julia.pestana@estadao.com

Publicidade