22 de janeiro de 2021 Atualizado 22:16

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Previsão orçamentária

Acertando o planejamento das empresas para 2021

Os últimos meses do ano são marcados por uma corrida para que as empresas façam a previsão orçamentária

Por Dino Divulgador de Notícias

29 nov 2020 às 07:34

A pandemia do coronavírus trouxe ainda mais imprevisibilidade e volatilidade para o mundo. Muitas empresas deixaram de seguir o planejamento e pararam de planejar os próximos passos com medo do cenário incerto.

Segundo Antonio Wrobleski, presidente do Conselho da Pathfind, empresa com soluções de tecnologia para otimização da área logística, trade marketing e vendas, deixar de planejar por medo das incertezas e da pandemia pode ser um erro brutal para a empresa.

O planejamento deve ser estruturado para o próximo ano com uma visão dos próximos cinco, sempre considerando que acontecerão eventos no decorrer desse tempo – Foto: Adobe Stock

“Existe uma falsa premissa de que é necessário estar tudo calmo para que consigamos criar um planejamento a longo prazo, mas nunca vi uma empresa ou um país que estivesse em um momento propício para planejar. Sempre existem outras coisas acontecendo ao mesmo tempo e precisamos planejar enquanto o carro está em movimento. Não é uma característica exclusiva da pandemia, portanto não acredito em um mundo pré-pandemia e um pós, mas sim em um mundo em constante mudança e cada vez mais volátil, onde o fator humano ganha ainda mais força e que a saúde e os imprevistos devem ser considerados sempre.”, explica Wrobleski.

Antonio defende que o planejamento seja estruturado para o próximo ano com uma visão dos próximos cinco, sempre considerando que acontecerão eventos no decorrer desse tempo e que o planejamento poderá ser revisto e adequado de acordo com os acontecimentos e oportunidades.

Para ele, a digitalização é a principal ferramenta para gerar dados e guiar o plano de ação da empresa. “A digitalização nos dá o instrumento principal para criação de um bom planejamento: informação. Dados para analisarmos e, a partir deles, criarmos um planejamento para atingirmos nosso objetivo”, explica.

Essa realidade pode e deve ser utilizada de forma integrada pela Organização e não apenas pelo Marketing. É necessário olhar para a empresa e entender o que pode ser otimizado e as necessidades dos consumidores com base em informações reais.

“A digitalização veio, sem dúvida, como uma ferramenta e um acelerador para os negócios. Hoje é impensável qualquer área da empresa, do Recursos Humanos à Vendas não colocar a Digitalização em foco”, explica.

LOGÍSTICA
Na Logística não é diferente. O estudo “Temporada Black Friday 2020”, do Google, constatou que com o amadurecimento da Black Friday no Brasil, serviços logísticos, tempo de entrega e políticas de frete passaram a ser um diferencial na decisão de compra do consumidor e ainda assim existem empresas que não estão olhando para o seu processo logístico com a devida atenção. ‘O Natal está chegando e as tradicionais compras de última hora do brasileiro também. As empresas estão preparadas para otimizar sua entrega para o frete expresso ou para soluções omnichannel, como o Clique e Retire?”, questiona Wrobleski.

‘Tudo isso é possível fazer com base em dados e um bom planejamento. Não dá mais para estagnarmos as ações o crescimento da empresa por motivos externos, esperando que um milagre aconteça e o mundo volte a ser um pouco mais estável. É hora de traçar objetivos, fazer um planejamento e agir.”, finaliza Antonio.

Fonte: pathfind.com.br

Publicidade