Usuários reclamam de aumento, mas não se surpreendem


Os usuários do transporte público de São Paulo ficaram insatisfeitos com o aumento da tarifa de ônibus, trens e metrô, mas não se surpreenderam com o reajuste. “Todo ano é assim. Eles anunciam o aumento quando acham que a população está desatenta, para não ter de aguentar as críticas”, disse a estudante Marisa Lima Santos, de 22 anos.

A oficial administrativa Maria Cristina Rocha, de 53 anos, disse que o aumento pesa ainda mais para ela, que pega três conduções para ir ao trabalho. “Moro em Caieiras (na Grande São Paulo) e trabalho no Hospital das Clínicas (na zona oeste). Pego ônibus, trem e metrô todos os dias, na ida e na volta, sempre lotado e dificilmente consigo ir sentada. A passagem aumenta, mas o serviço nunca melhora.”

A auxiliar de serviços gerais Maris dos Santos, de 63 anos, disse que o aumento, de R$ 0,30, vai pesar no fim do mês. “Para quem ganha um salário mínimo, esse valor vai fazer falta.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora