02 de março de 2021 Atualizado 22:34

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cotidiano

SP terá comitê com profissionais de saúde orientando a volta às aulas

Por Agência Estado

01 fev 2021 às 13:29 • Última atualização 01 fev 2021 às 21:55

O governo João Doria (PSDB) realiza coletiva nesta segunda-feira, 1º, para tratar de medidas relativas à pandemia do novo coronavírus. O anúncio ocorre em um momento no qual o Estado de São Paulo vive uma sequência de altas nas taxas de transmissão da covid-19. Dentre os anúncios, estão a criação de uma comissão de profissionais de saúde focada em orientar a volta às aulas, formada por pediatras, epidemiologistas e infectologistas.

Dentre eles, estão Wanderson Oliveira, ex-secretário nacional de Vigilância do Ministério da Saúde, Marco Sáfadi, presidente do Departamento de Infectologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Luciana Becker, infecto-pediatra do Hospital Albert Einstein, José Medina, diretor do Hospital do Rim, e Helena Sato, coordenadora do Programa Estadual de Imunização.

Segundo dados do governo, um novo caso de covid-19 foi registrado a cada nove segundos em janeiro, ante a média de um novo registro de contaminado a cada 11 segundos, registrada no pico da pandemia em 2020, no mês de agosto. No último balanço divulgado, com dados até as 13h30 deste domingo, 31, o Estado tinha 1.777.368 casos e 53.034 mortes confirmadas pela doença.

A taxa de ocupação era de 69% no âmbito estadual, média que foi de 68,4% na Grande São Paulo. Ao todo, são 12.917 internados, dos quais 6.935 em leitos de enfermaria e 5.982 na UTI.

Hoje, todas as regiões do Estado estão nas fases laranja e vermelha, as de maiores restrições do Plano São Paulo, de flexibilização da quarentena e reabertura econômica. Além disso, após as 20h e nos fins de semana, todos os municípios passam a enfrentar as regras da fase mais rígida, o que inclui o veto ao funcionamento de estabelecimentos considerados não essenciais.

Vacinados

Até as 12h25 desta segunda-feira, o Estado tinha 417.494 pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina contra a covid-19. Uma nova remessa de 5,4 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) da farmacêutica Sinovac deve chegar na quarta-feira (3) no Estado, segundo o governador Doria. O material permite a produção de 8,6 milhões de doses da vacina, o que será feito pelo Instituto Butantan.

Publicidade