Sogros são suspeitos de matar nora para ter guarda dos netos, diz polícia de SP

Corpo da mulher foi localizado enterrado em uma cova, no interior de um imóvel que teria sido alugado por 30 meses pelos sogros


Foto: Reprodução - Facebook
Márcia desapareceu no dia 2 de outubro perto da Avenida Corifeu de Azevedo Marques, após sair de casa para ir ao trabalho

A Polícia Civil prendeu na segunda-feira, 5, um casal suspeito de envolvimento na morte de Márcia Martins Miranda, de 41 anos, coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) do Butantã, bairro da zona oeste de São Paulo.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a principal suspeita é que o casal, sogros da assistente social, teria cometido o crime porque queria a guarda dos dois netos, um menino de 4 anos e uma menina de 9 meses.

Márcia desapareceu no dia 2 de outubro perto da Avenida Corifeu de Azevedo Marques, após sair de casa para ir ao trabalho. Durante a investigação, o corpo de uma mulher foi localizado enterrado em uma cova, no interior de um imóvel no bairro do Rio Pequeno, também na zona oeste paulistana.

Segundo a polícia, o imóvel teria sido alugado por 30 meses pelos sogros, que são investigados pelo desaparecimento da assistente social. Foram solicitados exames periciais para identificação do corpo e o caso foi registrado como morte suspeita pelo Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!