Saúde suspende recomendações sobre isolamentos e cruzeiros ante coronavírus


O Ministério da Saúde voltou atrás e suspendeu, para revisão técnica, duas orientações do Boletim Epidemiológico sobre covid-19 (o novo coronavírus), após receber críticas. As duas recomendações dizem respeito ao isolamento voluntário domiciliar de pessoas assintomáticas que vieram de viagens ao exterior e também sugestões como o adiamento de cruzeiros turísticos durante o período de emergência em saúde pública.

De acordo com o boletim, “com base nas sugestões recebidas pelos Estados, Municípios e identificação de pontos para aprimoramento detectados na coletiva, para melhorar a compreensão das medidas, algumas alterações foram realizadas para reedição do texto”.

Na sexta-feira, 13, o Ministério da Saúde havia dado uma série de recomendações com medidas mais restritivas para evitar o avanço do novo coronavírus, entre elas o isolamento por sete dias de todas as pessoas que chegam de viagens internacionais, mesmo sem sintomas, e cancelamento de eventos com aglomerações.

Em nota, o ministério esclareceu que, “no que se refere ao isolamento domiciliar voluntário de pessoas assintomáticas que vieram de viagens ao exterior, será necessário uma orientação técnica, inclusive, se necessário, para adequar a vigilância local e quando da validade de sua pertinência”. Ainda fica valendo, entretanto, a recomendação de isolamento domiciliar de pessoas com sintomas (febre + sintomas respiratórios) vindas do exterior.

Com relação aos cruzeiros, as sugestões são referentes ao detalhamento da norma, por exemplo, sobre datas, direitos, rotas, situações locais de circulação do vírus, entre outros. “Com a suspensão, cada caso será analisado com a autoridade de saúde local”.

A pasta esclareceu ainda que não houve suspensão, mas uma modificação sobre a orientação de cancelamento de grandes eventos. “Eles valem a partir da detecção de transmissão local do vírus covid-19”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora