21 de outubro de 2021 Atualizado 23:02

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cotidiano

Queiroga, sobre acelerar PNI: acelerando demais você pode escorregar na curva

Por Agência Estado

20 set 2021 às 14:23 • Última atualização 20 set 2021 às 14:29

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, descartou a possibilidade de o País acelerar o Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a covid-19. Em entrevista a jornalistas em Nova York, onde o ministro acompanha o presidente Jair Bolsonaro, ele declarou que, “às vezes, acelerando demais você pode escorregar na curva”. O ministro disse que o Brasil já está indo muito bem com a vacinação e voltou a declarar que a previsão é que, no fim de outubro, toda a população acima de 18 anos esteja vacinada com duas doses da vacina.

Questionado sobre o caso de um diplomata da delegação brasileira que está em Nova York para os eventos da Organização das Nações Unidas (ONU) que teria testado positivo para covid-19, Queiroga disse desconhecer detalhes, mas relativizou o tema. “Não estou sabendo de detalhes acerca desse caso. Há uma pandemia da covid-19. Qualquer um de nós, mesmo os vacinados, pode eventualmente testar positivo”.

Comprovante de vacinação

O ministro também comentou sobre o caso do presidente Bolsonaro que, sem ter se vacinado contra covid-19, não pode frequentar alguns espaços da cidade de Nova York, onde o presidente se prepara para discursar na abertura da Assembleia-Geral da ONU. A cidade determina que restaurantes verifiquem se clientes estão vacinados contra covid antes de atendê-los nas mesas dentro dos estabelecimentos. Para Queiroga, essa é uma posição do governo de Nova York a qual “nós respeitamos”. Contudo, ele declarou: “São medidas, cuja eficácia, a gente não tem ao certo”.

Publicidade