Protesto de professores municipais provoca tumulto na Câmara Municipal em SP

Um protesto de professores municipais contra a reforma da previdência da categoria acabou em confronto com policiais militares e guardas…


Um protesto de professores municipais contra a reforma da previdência da categoria acabou em confronto com policiais militares e guardas metropolitanos na tarde desta quarta-feira, 14, na Câmara dos Vereadores, no centro de São Paulo.

Segundo a assessoria de imprensa do legislativo municipal, um grande número de servidores contrários ao projeto compareceu à leitura do projeto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), houve confusão e policiais municipais e guardas metropolitanos.

A categoria tenta pressionar os vereadores a rejeitar o projeto de lei 621, que está em discussão na Câmara Municipal e propõe mudanças na Previdência dos funcionários do município.

Evandro Almeida, estagiário da Câmara Municipal, conta que estava trabalhando normalmente no início da tarde quando uma bomba explodiu nas imediações do prédio e o tumulto começou.

Almeida relata que alguns manifestantes invadiram o edifício e a polícia atuou para controlar a situação. “O cheiro de gás estava muito forte perto dos elevadores quando fomos ver a situação pela janela”, contou.

Por volta das 15 horas, ele comentou que a situação já estava normalizada.

Procurada, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo disse que não tinha informações sobre o caso.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!