25 de outubro de 2020 Atualizado 11:47

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Praias cariocas registram aglomeração em dia de calor

Medidas de restrição em decorrência da pandemia de Covid-19 foram mais uma vez desrespeitadas

Por Agência Brasil

27 set 2020 às 19:21

As praias do Rio de Janeiro voltaram a registrar neste domingo (27) grande movimentação de banhistas. Medidas de restrição impostas em decorrência da pandemia de do novo coronavírus (Covid-19) foram mais uma vez desrespeitadas.

Por volta de 14h30, quando os termômetros registravam 33 graus, aglomerações eram registradas nas praias de Copacabana e de Ipanema, na zona sul da cidade. Além disso, muitas pessoas passeavam, sem máscara de proteção, no calçadão de Copacabana.

Diversas praias do Rio de Janeiro tiveram aglomeração neste final de semana – Foto: Tomaz Silva / Abr

O município do Rio de Janeiro vem implementando um Plano de Retomada das Atividades Econômicas. Atualmente, o banho de mar está permitido, mas os banhistas não podem ficar na areia.

Na calçada da orla, as pessoas estão autorizadas a circular, mas devem utilizar máscara. Um decreto do governo estadual também mantém, ao menos até 6 de outubro, a proibição de permanência nas praias e lagoas.

Apesar das restrições, tem sido comum nos dias de calor a instalação de barracas, o uso de cadeiras, a venda de bebida alcoólica pelos ambulantes, a falta de uso de máscaras e a prática de altinha. Tudo isso está proibido.

Também não está permitido estacionar na orla aos sábados, domingos e feriados. Há exceção apenas para moradores, usuários de vagas especiais e turistas hospedados em hotéis da região. A prefeitura informou ter removido 186 veículos no sábado (26).

“A Guarda Municipal mantém as ações de patrulhamento e de fiscalização das infrações sanitárias em  toda a cidade, incluindo as praias que contam nos finais de semana com reforço de 81 agentes atuando na orla, além do efetivo regular de 190 guardas nas zonas sul e oeste da cidade. Os agentes fiscalizam as posturas municipais nas praias, o estacionamento irregular e orientam a população sobre a atual fase de flexibilização”, informa o município.

Publicidade