Polícia investiga se ouro roubado de Cumbica está sendo enviado para a China


A carga milionária de ouro roubada do terminal de cargas do Aeroporto de Cumbica, na Grande São Paulo, pode estar sendo extraviada aos poucos para fora do Brasil. Para a Polícia Civil, há suspeita de que o ouro tenha como destino a China.

Nesta terça-feira, 6, o Departamento de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil paulista, atualizou o tamanho da carga que foi levada pela quadrilha. Foram cerca de 770 quilos de ouro, além 15 quilos de esmeralda, 18 relógios e um colar – inicialmente, o valor informado era de aproximadamente 720 quilos. O valor é estimado em mais de R$ 110 milhões.

Para a polícia, há suspeita de que a carga esteja sendo escoada em pequenas quantidades para o exterior. Segundo as investigações, os criminosos podem ter derretido o ouro em placas finas, com 100 gramas cada, que daria para esconder em celulares.

Na segunda-feira, 5, um chinês foi preso na região da Avenida Paulista, na região central da cidade, com cerca de um quilo de ouro ilegal. Os investigadores, no entanto, ainda não sabem se ele fazia parte da carga roubada de Cumbica.

Segundo as investigações, 14 criminosos participaram do ataque. Até o momento, quatro suspeitos estão presos e outros dois, foragidos. A polícia ainda não sabe quem são os demais. Entre os indiciados, haveria suspeitos de ter participado do roubo à Prosegur, no Paraguai.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora