PF faz operação contra aplicadores do Enem

PF recolheu provas nas casas de aplicadoras suspeitas de fraude durante a aplicação da primeira fase do Exame Nacional do Ensino Médio


A Polícia Federal deflagrou no sábado (9) uma operação para recolher provas nas casas de aplicadoras suspeitas de fraude durante a aplicação da primeira fase do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que aconteceu no último domingo, 3. Foram cumpridos, em Fortaleza, dois mandados de busca e apreensão nas casas das aplicadoras, que tiveram os celulares levados pela PF. Os mandados foram expedidos pela 12ª Vara Federal de Fortaleza.

Em nota, a PF informou que atua em parceria com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para apurar fraudes semelhantes na Bahia e no Rio de Janeiro. No último domingo, minutos após o início do Enem, circulava nas redes sociais a imagem da página com a proposta da Redação, que abordou a democratização do acesso ao cinema. Logo após o vazamento, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que o vazamento teria partido de um aplicador e que iria “escangalhar ao máximo a vida dele”. “A gente vai atrás de absolutamente tudo para que essa pessoa pague pela má-fé e falsidade”, disse, no dia do episódio.

Foto: Ag. Pará
operação deflagrada no sábado visa coibir fraudes na aplicação do exame

Proibição

Após o vazamento, o Inep proibiu os aplicadores das provas do Enem de entrar com celulares nas salas onde será realizada a prova hoje. Segundo a assessoria do Inep, até o fim de semana passado, os aplicadores eram orientados a guardar os celulares em envelopes ou porta-objetos – assim como ocorre com aqueles que vão participar da prova. Agora, neste domingo, os celulares não poderão ficar nas salas, nem mesmo dentro dos envelopes fechados.

Para os estudantes, o uso dos celulares segue proibido. Os candidatos têm de colocar os aparelhos dentro de envelope porta-objetos entregue antes do início da prova. Os aparelhos devem estar desligados e, se possível, deve-se remover a bateria – caso emitam algum som, mesmo dentro do envelope, o candidato será eliminado.

No domingo passado, 376 candidatos foram eliminados, segundo o Inep, por uso de equipamentos eletrônicos.

Segundo domingo

Hoje, os alunos realizam as provas de Matemática e Ciências da Natureza. Os candidatos terão cinco horas para fazer as questões. Os portões serão abertos ao meio-dia, pelo horário de Brasília, e fechados às 13 horas. Os alunos devem levar caneta esferográfica de tinta preta, de material transparente, e documento de identificação original com foto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora