PF e Receita pegam RS 14 milhões em rubis no aeroporto de Foz do Iguaçu

Pedras estavam em uma das bolsas de dois passageiros que sairiam de Cascavel (PR) e e seguiam para o Aeroporto de Guarulhos


Foto: Polícia Federal - Divulgação
Os rubis estavam em uma das bolsas de dois passageiros que sairiam de Cascavel

A Polícia Federal (PF) e a Receita Federal apreenderam, nesta terça-feira, 16, uma carga de rubis no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu. As pedras, avaliadas em mais de R$ 14 milhões, seriam comercializadas em Portugal.

Foto: Polícia Federal - Divulgação
Os rubis serão encaminhados para exame pericial com o objetivo de estabelecer o grau de pureza e valor real das pedras

Os rubis estavam em uma das bolsas de dois passageiros que sairiam de Cascavel (PR) e e seguiam para o Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Um deles disse que era assessor de um vereador e que viajaria de avião pela primeira vez.

A apreensão foi realizada porque os passageiros não estavam com a Nota Fiscal de Origem dos rubis, documento exigido pela legislação brasileira.

A dupla apresentou uma nota fiscal de transporte de R$ 81 mil, emitida pela empresa de comércio e um laudo de avaliação de um gemólogo que avaliava o valor das pedras em mais de U$ 3,6 milhões de dólares. A disparidade chamou atenção da Polícia Federal.

Os passageiros foram liberados para responder ao inquérito instaurado. Os rubis serão encaminhados para exame pericial com o objetivo de estabelecer o grau de pureza e valor real das pedras.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora