14 de julho de 2024 Atualizado 16:16

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cotidiano

Paciente sofre queimaduras graves após peeling de fenol em Curitiba

Por Agência Estado

13 de junho de 2024, às 17h55

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) instaurou um inquérito policial para investigar a suspeita de crimes de lesão corporal, exercício ilegal da medicina e uso de produto falsificado destinado a fins terapêuticos ou medicinais, ocorridos no dia 25 de maio, em Curitiba. Os fatos foram praticados durante um procedimento estético conhecido como peeling de fenol.

Na data dos fatos, a vítima submeteu-se ao peeling de fenol aplicado por uma profissional que se identifica como biomédica. Após 11 dias do procedimento, a mulher sentiu dores intensas e foi hospitalizada.

A delegada da PCPR, Aline Manzatto, conta que, como consequência do peeling, a vítima sofreu queimaduras de segundo e terceiro graus e passou por uma intervenção cirúrgica para tratar a derme facial.

“Apuramos também que, por diversas ocasiões após o procedimento, a vítima e os familiares questionaram a profissional sobre a necessidade de assistência médica, a qual teria afirmado que as dores eram normais e apenas recomendou a aplicação de uma pomada no rosto”, afirma a delegada.

As diligências continuam a fim de esclarecer por completo os fatos, segundo a polícia.

Caso resultou em morte de paciente em SP

Um homem de 27 anos morreu depois de fazer um procedimento estético no rosto em uma clínica da zona sul de São Paulo na semana passada. O estúdio pertence à influencer Natalia Becker, responsável por aplicar a técnica chamada “peeling de fenol”.

A Polícia Civil investiga o caso como homicídio e aguarda resultados de exames para determinar a causa da morte do empresário Henrique da Silva Chagas.

O companheiro de Henrique, que o acompanhou até a clínica, relatou à polícia a última conversa que os dois tiveram, logo após o procedimento. Ele disse que o empresário estava tremendo e reclamando de muita dor. Depois de alguns minutos, ficou ofegante e gritou por socorro, ainda na sala de operação.

Publicidade