Omissão de socorro a náufragos é investigada no Ceará


O chefe de segurança de tráfego aquaviário da Capitania dos Portos do Ceará, tenente Francisco do Horizonte, abriu inquérito para apurar denuncia dos oito pescadores potiguares náufragos de omissão de socorro por parte de navios que passaram pelo grupo, mas não resgataram as vítimas.

Os pescadores do Rio Grande do Norte, que naufragaram nas proximidades do arquipélago de Fernando de Noronha, passaram quatro dias em cima de bote inflável e foram salvos no litoral do Ceará na noite de Natal. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora