Coordenador do Enem priorizará ensino, diz Bolsonaro

A crítica de Bolsonaro aos temas tratados pelo Enem ocorrem desde antes de assumir o Palácio do Planalto


O presidente Jair Bolsonaro afirmou em sua conta do microblog Twitter, neste sábado, que o novo coordenador do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), Murilo Resende, priorizará o ensino e não o que chamou de doutrinação dos alunos em sala de aula.

Foto: Alan Santos / PR
Jair Bolsonaro chegou a dizer que teria acesso à prova em sua gestão

“Murilo Resende, o novo coordenador do Enem é doutor em economia pela FGV e seus estudos deixam claro a priorização do ensino ignorando a atual promoção da “lacração”, ou seja, enfoque na medição da formação acadêmica e não somente o quanto ele foi doutrinado em salas de aula”, apontou ele na rede social.

A crítica de Bolsonaro aos temas tratados pelo Enem ocorrem desde antes de assumir o Palácio do Planalto. Na realização do último exame, Bolsonaro fez críticas a uma pergunta sobre o dialeto utilizado por gays e travestis. E afirmou, na ocasião, que teria acesso à prova em sua gestão.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora